sábado, 19 de outubro de 2019

Coleção completa: Biblioteca do Mundo de Aventuras


A coleção Biblioteca do Mundo de Aventuras surgiu como suplemento à revista Mundo de Aventuras, integrada na revista principal entre os números 240 e 242 (fase I), com publicação semanal entre 18 de março e 10 de junho de 1954.
Os primeiros 5 fascículos tinha 8 páginas. Os fascículos 6 e 7 tinha 16 páginas, o que levou ao seu desdobramento por duas revistas Mundo de Aventuras, cada um deles. Os números 8 e 10 voltaram à forma de 8 páginas e publicação numa única revista cada um. Pelo meio ficou o número 9, novamente dividindo as suas 16 páginas por duas revistas.
Este suplemento não trouxe nada de novo em relação á matéria publicada, tratando-se apenas de uma manobra publicitária.

episódio
série
Autores
1
O mistério da diligência
Tomahawk Tom
Vitor Peon
 
2

Os dois irmãos

Jesus Blasco

Pif

3
Vitória de Fé
Principe Valente
Hal Foster
 
4
O roubo dos planos DK-350

Vitor Peon
 
5


O bando dinamite
Billy the Kid


Pete, o vagabundo
C. D. Russel

Pif

6
O mistério dos aviões desaparecidos
Johnny Hazard
Frank Robbins
7

O novo planeta
Flash Gordon (Roldan)
Mac Raboy

Pif

 
8
Moeda Falsa

Vitor Peon
9
O mistério do arsenal de pistolas
Tim Tyler

 
10

Aventuras de um macho



Pete, o vagabundo
C. D. Russel

Plácido e Mosca

 


Colecção Águia nº 1


A Coleção Águia surgiu em 1958, e, ao contrário do que o seu logotipo parecia indicar, não foi uma publicação exclusivamente dedicada ao género Western.
O número publicado num formato de 220x 155 mm, que se manteria até ao nº 90, tinha 32 páginas custava 2$50 e trazia dois episódios com características biográficas: Davy Crockett e Nuvem Vermelha.
Capa do nº 1

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Humor curto: Olho Vermelho


Redeye  foi uma série criada por Gordon Bess em 1967. A tira aqui apresentada foi publicada na revista Tintin, (edição portuguesa), no ano2, nº 47, tendo a série a designação A tribo Terrível. Também tem publicação em Portugal como Olho Vermelho.


quarta-feira, 16 de outubro de 2019

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Amargo


Amargo é uma série que teve dois episódios. O primeiro episódio, El baile de los buitres, publicado em 1975 tendo como autor Victor de la Fuente.
Sempre pronto a ajudar os oprimidos da sociedade, Amargo é um cavaleiro solitário que tem no seu nome as ambiguidades que lhe trazem a amargura da sua vida, marcada nos cenários duros, agrestes e pedregosos do oeste americano.
No primeiro episódio Amargo tenta resgata uma criança raptada por um grupo de apaches que lhe matou os pais no assalto a um rancho.


Vinhetas de El baile de los buitres






sábado, 12 de outubro de 2019

Agatha Christie


Agatha Christie nasceu na Grã-bretanha em 15 de setembro de 1890 e faleceu em 12 de janeiro de 1976. A fama que granjeou como escritora de romances policiais valeram-lhe o título de Rainha do Crime.
Antes de ser escritora trabalhou num hospital e numa farmácia. Essa experiencia profissional veio a ter consequências nas suas obras, em que o veneno é a arma usada em muitas delas.
Criou algumas personagens que usou em vários romances e contos, destacando-se entre elas Hércule Poirot, Jane Marple e Tommy e Tuppence. Outras personagens recorrentes alimentaram a obra de Agatha Christie, assim como a publicação de muitos livros com personagens que apenas surgiram uma vez.
A escritora usou ainda o pseudónimo Mary Westmacott para outro tipo de obras.
Na minha coleção há dois trabalhos com referências biográficas da escritora.

Uma pequena história publicada Álbum do Cavaleiro Andante 94, desenhada por Édouard Aidans com argumento de Yves Duval
 

Na Coleção Mujeres Celebres, no nº 78, de setembro de 1967,,  uma ficção com os personagens que acabam a dialogar sobre a sua criadora.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Beaux Arts, Hors-Série nº19


Beaux Arts hors-série nº 19, surge datado de dezembro de 2011.É um número dedicado ao humor na banda desenhada, Humour & BD. Sao 144 páginas de revista, nas quais existem 70 de banda desenhada, dedicadas ao tema.
Embora se centre quase exclusivamente na banda desenhada francesa, ou na proveniente da Bélgica, faz uma análise interessante sobre algumas séries e autores que usam o humor. A análise de alguma banda desenhada norte-americana permite fazer o contraponto entre as duas perspetivas do que é o humor, dos dois lados do oceano Atlântico. O género manga também não fica esquecido.
O conteúdo está dividido em quatro grandes capítulos: Análise de alguns grande autores humoristas, conjunto de páginas de humor, análise sociológica do humor e comparação entre o humor na Europa, nos EUA e no Japão.
Seguem-se duas páginas da revista.

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Efeméride: O Cavaleiro Branco


Faz hoje 66 anos que surgiu, 8 de outubro de 1953, a série O Cavaleiro Branco, com desenho de Fred Funcken e argumento de Macherot

Vinheta de O Cavaleiro Branco

domingo, 6 de outubro de 2019

A flecha negra


É uma das obras mais aclamadas de Robert Louis Stvenson, tendo sido publicada em folhetim em 1883. A ação decorre na Inglaterra durante o século XV, num período conhecido como a Guerra das Rosas. O protagonista é Richard Shelton que descobre que o seu tutor, Sir Daniel Brackley é o responsável pela morte do seu pai. Foge e a partir daí um conjunto de peripécias irá mudar a vida de Richard e dos que o rodeiam.

Versões desta obra na minha coleção.

La fleche noire com desenhos de Ramon de la Fuente
 

La flecha negra em Joyas Literárias Juveniles nº 48 adaptado por Miguel Cussó Giralt e desenhos de José Ariza Torres
 

The black harrow, em Classics Ilustrated nº 31, por Arnold L. Hicks
 

La flecha negra, com guião de Jose Luis e desenhos e Chiqui de la Fuente, de Ediciones Larousse
 


Flecha negra, Jacto números 44 a 55, por Dino Battaglia

sábado, 5 de outubro de 2019

A BD e a guerra: Batallas Decisivas


Uma interessante coleção sobre a história da humanidade e dos seus recontros bélicos. Abarca algumas das principais batalhas que ocorreram no planeta desde o século V A.C. até à II Guerra Mundial.
Trata-se de uma coleção de 20 números publicada entre 1968 e 1979 em Espanha.
1 – Chalons

2- Midway
3 – Waterloo

4 – Pearl Harbour
5 – Trafalgar
6 – Cannas

7 – Moscovo
8 – Maratona
9 – El Alamein

10 – Gettysburg
11 – Salamina

12 – Port Arthur
13 – Ardenas


14 – Hastings
15 – Vicksburg

16 – Guadalete
17 – Dardanelos
18 - Lepanto

19 – Estalinegrado
20 -  Inglaterra

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Relendo... ao acaso: A Dama Pé-De-Cabra

Episódio
A dama Pé-de Cabra


Autores
Texto: Jorge Magalhães
Desenhos: Augusto Trigo

Dados sobre o episódio
Leitura: Lendas de Portugal em Banda Desenhada -2 (Álbum)
Editora: Edições  Asa
Data da edição: 1989
35 páginas/cor
 

Resumo
D. Díogo durante uma caçada encontra uma misteriosas dama. Apaixonado não lhe importa que a sua amada possua um pé de cabra. Os anos passam e numa caçada, onde já se encontra acompanhado do filho fica gravemente ferido. Na sequência desse episódio e da visita que Frei bernardo faz ao ferido surgem desenvolvimentos trágicos
 

Comentário
Lenda medieval narrada por Alexandre Herculano.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Efeméride: Alex Raymond

Faz hoje 110 anos que nasceu, 2 de outubro de 1909, o desenhador Alex Raymond.
Vinheta de  Flash Gordon, desenhada por Alex Raymond

Alex Raymond faleceu em 6 de setembro de 1956.


segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Spirou e Fantásio (4)


Em 1969 Franquin abandona o desenho da série, que passa para Fournier. Com a saída de Franquin, também partiu o Marsupilami, cujos direitos de uso pertenciam ao seu criador.
No período de Fournier os episódios da série começaram a abordar alguns dos problemas que marcavam a sociedade dos anos 70, como o pacifismo e o tráfico de estupefacientes.
Após a saída de Fournier, a série passou por um período de indecisão, chegando a existir 3 equipas diferentes a criarem episódios.
Foi a equipa formada por Tome e Janry, aquela que mais episódios produziu e que pode ser considerada a verdadeira continuadora da série. Tome e Janry levam série até quase ao final do século, havendo então uma interrupção na produção.
Em 2004 surge a dupla Morvan (argumento) e Munuera( desenho) no renascer de Spirou e Fantásio. O renascer da série não foi muito bem sucedido eem 2007, devido às baixas vendas, a dupla é afastada da produção.

A partir de 2009 uma nova dupla, Yoann e Vehlman, siniciam o seu trabalho na série.

Termina aqui a listagem dos episódios desta série na minha coleção.

O vale dos banidos, por Janry e Tome
 

Vito de mau agoiro, por Janry e Tome
 

Luna Fatal, por Janry e Tome
 

Máquina que sonha, por Janry e Tome
 

Pirates, por Sergeï et Mikäelof
 

Paris submersa, por Munuera e Morvan
 

O homem quer não queria morrer, por Munuera e Morvan
 

Os gigantes petrificados, por  Yoann e Vehlmann
 

Spirou e Fantásio em Tóquio, por Munuera e Morvan
 

Aux sources du Z, por Munuera e Morvan
 

A invasão dos Zorcons, por  Yoann e Vehlmann
 

La face Cachée du Z, por  Yoann e Vehlmann
 

sábado, 28 de setembro de 2019

Trinitá n.º 1

O título desta revista foi um aproveitamento publicitário dos dois filmes com a personagem Trinitá, enquadrados no estilo Western Spaghetti.
A série  publicada nesta revista tem origem francesa e o seu nome é Big Bull, sendo este o primeiro episódio dessa série, em que o argumento é de Hervas e o desenho de António Mas.
Este primeiro número saiu em 1 de abril de 1974. A revista tinha periodicidade quinzenal e durou 62 números.
Com preço de 4$00 no continente e 6$00 nas províncias ultramarinas, tinha direção de Mário Costa e distribuição da Agência Portuguesa de Revistas.
As dimensões da revista eram 120x165.

O titulo do episódio era Uma estrela para Trinitá, contrapondo ao original Une étoile pour Gene Bullitt.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Sipirou e Fantásio (3)

É  Franquin que introduz uma série de personagens que irão aparecer em futuros episódios, Estão nessa situação o Conde de Champignac, Zantáfio, o maléfico primo de Fantásio, A jornalista Seccotine e o génio megalómano Zorglub.
Mas a sua maior criação, que daria mais tarde origem a uma série independente: o Marsupilami. Este estranho ser seria um enorme sucesso, assente nas suas caraterística animais, nas suas múltiplas capacidades e na sua enorme inteligência.
Em 1959 Greg elabora argumentos para a série, dando-lhe um cunho mais realista, colocando as personagens nos problemas políticos da China ou no ambiente da guerra fria.

Continua a listagem das aventuras de Spirou e Fantásio na minha coleção.

Tora Torapa, por Fournier
 

O talismã africano, por Fournier
Ovnis em Talmourol, por Fournier
 

O mensageiro da morte, por Fournier
O inspector da Mafia, por Fournier
 

Revolta no Chantung, por Fournier
 

O anel de gelo, por Nic e Cauvin
 

Virus, por Janry e Tome
 

A caixa negra por Nic e Cauvin
 

Aventura na Austrália, por Janry e Tome
 

Quem deterá Cyanure, por Janry e Tome
 

O relojoeiro do cometa, por Janry e Tome
 

O despertar do Z, por Janry e Tome
 

Spirou e fantasio em Nova Iorque, por Janry e Tome