sábado, 31 de janeiro de 2015

A Banda Desenhada Portuguesa 1914-1945


 Este livro é o catálogo da exposição homónima realizada em 1997.
Os textos são da autoria dos comissários da exposição, João Paiva Boleo e Carlos Bandeira Pinheiro, mas o catálogo tem a sua mais-valia nas inúmeras imagens que publica nas mais de 160 páginas.
Capas de jornais e revistas da época, páginas de histórias aos quadradinhos e reproduções de algumas pranchas originais ilustram profusamente a obra, sempre enquadradas e na sequência dos textos, que não sendo longos, conseguem reter o essencial da época, para contextualizar devidamente todas as imagens.
Pode-se admirar desde  páginas de Quim e Manecas dos anos 14-15 até  capas de O Mosquito e do Diabrete, já na década de 40. São 30 anos da história da banda desenhada em Portugal que desfilam perante os nossos ao ritmo do virar das folhas. 

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

baú das revistas: Far-West



Revista
Far-West nº 10

Características
Preço: 10$00
Periodicidade: semanal
Dimensões: 125 mm x 175 mm
64 páginas
Diretor: Roussado Pinto
Propriedade: Portugal Press
Distribuição: Agência Portuguesa de Revistas
Capa a cores
Interior a preto e branco

Conteúdo:
Capa:
Sem indicação do autor

Capa interior:
Publicidade a um álbum do Principe Valente e à encadernação da revista Comix.
Página 1:
O vagabundo. Episódio de Billy, o Kid

Página 64:
Ficha Técnica
Contracapa interior:
Publicidade às novelas de Tarzan e à encadernação do Jornal do Cuto
Contracapa:
Publicidade à revista Mister No.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Efeméride - Dany



Faz hoje 72 anos que nasceu, 28 de janeiro de 1943, o desenhador Dany.
 
 Vinte anos depois, uma das excelentes obras de Dany

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

relendo... ao acaso: Rip Kirby



Episódio
As duas mães

Série
Rip Kirby

Autores
Desenhos: Alex Raymond

Dados sobre o episódio
Título original: Bleak prospects
Data da publicação original: de 13 de outubro de 1947 a 12 de junho de 1948.
Leitura: Antologia da BD Clássica 3- Rip Kirby
Edição: Futura/ 1982
53 páginas (210 tiras)/ p/b
Resumo
O filho de uma amiga de Pagan Lee é vítima do tráfico de crianças, sendo comprado por um casal de milionários. Rip segue a pista que o leva à eliminação da quadrilha responsável pelo tráfico. No entanto o casal embarca num iate e Rip Kirby tem que descobrir o paradeiro do barco. Essa investigação leva-o a Marselha e finalmente a Paris, onde tudo termina, com a mãe a conseguir recuperar o filho e o casal americano a arranjar três crianças para adotar.

Comentário
Este é o episódio mais longo desta série. Essa extensão permitiu que o argumento fosse desenvolvido de modo estruturado e sem saltos narrativos com o objetivo de abreviar o final. É uma boa história de investigação com uma abrangência muito ampla em termos de situação social do pós-guerra, quer nos Estados Unidos quer na Europa. Não é, aliás, o único episódio de Rip Kirby desta época, onde os problemas sociais surgem em primeiro plano.
O desenho de Raymond está em plano elevado, com um traço elegante e rigoroso, mostrando um domínio perfeito da técnica do contraste branco e preto.



sábado, 24 de janeiro de 2015

Automóveis (4)

Uma marca mítica que faz parte do imaginário das pessoas quando se fala de carros potentes e de luxo: Ferrari.
Um Ferrari desenhado por Hermann, de diferentes perspetivas, no álbum The Girl from Ipanema ( À sombra de Hollywood)



Um modelo de Fórmula 1, desenhado por Jean Graton na série  Michel Vaillant,  O piloto sem rosto.

Bernard Vrancken também desenhou um veículo de marca Ferrari no episódio La guerre noire, da série IR$.


Em La tentation du bien, um episódio da série Tif e Tondu, Will desenhou um automóvel Ferrari.



Da Fiat surge um clássico desenhado por Franquin. Um Fiat 509 na série Gaston Lagaffe

Um Fiat 850 Spider desenhado por  Roger Leloup no episódio O trio do estranho, da série  Yoko Tsuno.


Em Les passe-montagnes, um episódio da série Tif e Tondu, Will desenhou um automóvel Fiat.

Roger Leloup  volta a desenhar um modelo da Fiat na série  Yoko Tsuno, desta vez no episódio  Mensagem para a eternidade: o Fiat x1/9 1300.




A Ford é uma marca que se encontra bem representada pelso autores de banda desenhada.

Ford Escort XR3v desenhado por Jean Graton no episódio Rali sobre um vulcão  da série  Michel Vaillant.



Em SOS Meteoros da série  Blake e Mortimer  Edgar Pierre Jacobs desenhou um modelo da Ford

O mesmo Edgar Pierre Jacobs  desenhou um modelo cabriolet no episódio  O Enigma da Atlântida.

Jean Graton desenhou vários modelos da Ford na sua série  Michel Vaillant.
Um Ford GT7 em  Rush.



Um Ford Sierra em Irish Coffee

Dois Ford T também em  Irsih Coffee




Um Ford Escort 2000 em Rali sobre um vulcão.

Roger Leloup, em  Aventuras electónicas da série Yoko Tsuno,  desenhou um Ford Mustang Convertible



Mais um Ford Mustang, desta vez por  Bernard Vranckler, no episódio  Blue Ice da série IR$.

Christian Denayer não podia faltar nesta série dedicada à Ford, e temos um Ford Taurus no episódio L’heure du requin da série  Al & Broock ( Les Casseurs)



Na série Spirou e Fantasio, no episódio Os piratas do Silêncio, desenhado por Franquin, um Ford Thunderbird.

Para terminar a marca Ford, um modelo desenhado por Hergé na série  Tintin,  no episódio  A ilha negra: um Ford Zephyr


No episódio  A conspiração Voronov  da série Blake e Mortimer parte da ação desenrola-se em Moscovo pelo que André Juillard  desenhou alguns automóveis russos.
Um Gaz 13 Tchaika.



Um Gaz Volga M21.


Franquin em O castelo do sábio louco, na série Spirou e Fantásio, desenhou um Honda S800 cabriolet.


A marca Jaguar produz carros de alguma imponência. Ficam 3 desenhos de veículos dessa marca.
Um Jaguar Mark VII desenhado por André Juillard no episódio  A conspiração Voronov  da série Blake e Mortimer



Um Jaguar Mark X desenhado por Hergé no episódio  A ilha negra  da série Tintin

Mais um veículo da marca Jaguar, desta vez no episódio La guerre du Pacifique n’auras pas lieu, da série  Bob Morane, desenhado por Coria.


Dois veículos militares da marca Jeep.
Um Jeep MB desenhado  por Franquin na série Spirou e Fantasio, no episódio O ditador e o cogumelo



Um Jeep Willys desenhado por Maurice Tillieux, no episódio Libéllule s’evade da série Tif e Tondu.






quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

baú das revistas: Espaço



Revista
Espaço nº 1

Características
Preço: 10$00
Periodicidade: quinzenal
32 páginas
propriedade: H. Pimenta- Editora e Distribuição, Lda
Distribuição: Hiquafi – Editora, Lda
 Capa a cores
Interior a preto e  branco

Conteúdo
Capa:
Feita por Carlos Alberto, Atelier Gráfico

Capa interior:
Publicidade às revistas da mesma editora
Ficha Técnica
Página 1:
Uma base na Antártida. Episódio de João Tempestade ( Johnny Hazard), desenhado por Frank Robbins. Publicação nas tiras entre 26 de fevereiro e 4 de maio de 1968.

Página 32:
Publicidade á revista KO
Contracapa Interior:
Publicidade à revista Ação:
Contracapa:
Publicidade à revista Popeye